sábado, 21 de janeiro de 2017

| Seja bem-vindo(a) ao nosso sítio na Internet!

  • Slide 4

    Trabalhos da ação “Cultura Visual Infantil: a construção da infância e a interpretação das visualidades”, 2010, Abrantes e Torres Novas.

  • Slide 12

    Ação “Quadros interativos multimédia”, 2011, Sardoal.

  • Slide 3

    Trabalhos da ação “Cultura Visual Infantil: a construção da infância e a interpretação das visualidades”, 2010, Abrantes e Torres Novas.

  • Slide 2

    Trabalhos da ação “Cultura Visual Infantil: a construção da infância e a interpretação das visualidades”, 2010, Abrantes e Torres Novas.

  • Slide 11

    Ação “Quadros interativos multimédia”, 2011, Sardoal.

  • Slide 9

    Ação “A improvisação como desenvolvimento da criatividade e introdução à notação musical”, 2009, Escola Artur Gonçalves.

  • Slide 10

    Ação “A improvisação como desenvolvimento da criatividade e introdução à notação musical”, 2009, Escola Artur Gonçalves.

  • Slide 6

    Ação “Food 4 Thought: Pratical ideas to spice up your english lessons”, 2010, Escola Maria Lamas.

  • Slide 13

    Ação “Quadros interativos multimédia”, 2011, Sardoal.

  • Slide 1

    Trabalhos da ação “Cultura Visual Infantil: a construção da infância e a interpretação das visualidades”, 2010, Abrantes e Torres Novas.

  • Slide 14

    Ação “Quadros interativos multimédia”, 2011, Sardoal.

  • Slide 15

    Ação “Quadros interativos multimédia”, 2011, Sardoal.

  • Slide 7

    Ação “Food 4 Thought: Pratical ideas to spice up your english lessons”, 2010, Escola Maria Lamas.

  • Slide 5

    Ação “Food 4 Thought: Pratical ideas to spice up your english lessons”, 2010, Escola Maria Lamas.

  • Slide 8

    Ação “A improvisação como desenvolvimento da criatividade e introdução à notação musical”, 2009, Escola Artur Gonçalves.

NOVA AÇÃO DE FORMAÇÃO DISPONÍVEL

Folha de Cálculo MS Excel – Estatística e Gráficos

mais informação...

Formação no âmbito do PNPSE – Plano Nacional para a Promoção do Sucesso Escolar

Nos meses de maio e junho de 2016, o Centro de Formação de Escolas A23 realizou duas ações de formação designadas “Planeamento da ação estratégica de promoção da qualidade das aprendizagens”, acreditadas pelo CCPFC com o n.º de registo CCPFC/ACC-86837/16 e concebidas pela Direção Geral da Educação, com a coordenação do Doutor José Verdasca.

Uma dessas ações, a turma A, decorreu em Abrantes e teve como formadora a professora Margarida Oliveira; a turma B realizou-se no Entroncamento, sendo formadora a professora Paula Simões.

Os 11 Agrupamentos de Escolas e a Escola Profissional de Desenvolvimento Rural de Abrantes estiveram presentes nessa formação, tendo participado 3 ou 4 docentes de cada uma das instituições, incluindo os diretores.

O trabalho final de cada Agrupamento/Escola consistiu na elaboração de um plano de ação estratégica com o objetivo de definir algumas medidas para melhorar o sucesso educativo dos seus alunos. Inseridas nestas medidas, estão algumas ações de formação que serão concretizadas noa anos letivos 2016/2017 e 2017/2018. Aguarda-se a publicação do aviso de abertura da candidatura a financiamento, inserido no POCH, pera dar início à formação.

 

 

 

Os dias da escola em Torres Novas

Numa organização conjunta do Centro de Formação de Escolas A23, do Agrupamento de Escolas Artur Gonçalves, do Agrupamento de Escolas Gil Paes e da Câmara Municipal de Torres Novas realizou-se, nos dias 5 e 6 de setembro de 2016, o encontro de professores e educadores do concelho de Torres Novas que incluiu uma ação de formação com a duração de 12 horas, acreditada pelo CCPFC com o número de registo CCPFC/ACC- 87298/16 (0,5 créditos).

 

Este encontro/formação levou a Torres Novas conceituados especialistas em educação. Estiveram presentes no primeiro dia:

• António Nóvoa, com o tema O espaço público da educação Licínio Lima, com o tema A escola como organização educativa e as especificidades da sua governação;
• Ana Nunes de Almeida, com o tema Infâncias digitais e novos desafios para a escola João Carlos Sousa, com o tema Promoção da literacia digital nas escolas portuguesas: propostas da direção geral da educação;
• Paulo Guinote, com o tema Contra a lógica da educação low cost.

 

No segundo dia houve visitas aos recursos educativos do concelho de Torres Novas e ainda três oficinas de formação::

• Experiências, investigações e divertimentos com matemática, por José Paulo Viana;
• Transição para a vida pós-escolar: práticas reflexivas e partilhas críticas em educação especial, por Joaquim Coloa;
• Oficina do pensamento − para o desenvolvimento do pensamento crítico, criativo e reflexivo, por Elsa Gonçalves.

 

 

Formação iniciada em 2016/2017

Estão a decorrer, ou já foram concluídas, diversas ações de formação no corrente ano letivo:

• Avaliação e intervenção no domínio da linguagem escrita e numeracia, oficina de formação de 25+25 horas, realizada em Constância (transitou do ano anterior);

 

 

• Todos temos o mesmo problema: como trabalhar as metas com os nossos alunos?, oficina de formação de 25+25 horas, na Escola Artur Gonçalves (transitou do ano anterior);
• Os dias da Escola, curso de 12 horas em Torres Novas, com a colaboração da Câmara Municipal de Torres Novas;
• O trabalho experimental de laboratório, curso de 31 horas em Tomar, no âmbito de uma colaboração com o Instituto Politécnico de Tomar, destinado a professores dos grupos 510 e 530;
• Aprender com a biblioteca escolar: literacias e novas tecnologias, curso de 25 horas, na Escola Dra. Judite Andrade, no Sardoal;
• Bibliotecas e leitura em ambiente digital, curso de 12 horas, na Biblioteca de Abrantes, com a colaboração da Câmara Municipal de Abrantes;
• Construção de um diagnóstico organizacional: autoavaliação, curso de 35 horas com uma turma no Agrupamento do Sardoal e outra no Agrupamento Nº 1 de Abrantes;
• O desenvolvimento curricular em artes: metodologias e práticas, oficina de formação de 25+25 horas, nas Escola Dr. Manuel Fernandes, em Abrantes, numa colaboração com a DGE;
• A biblioteca e o património cultural imaterial – memória e identidade, curso de 12 horas, na Casa Memória de Camões, em Constância, com a colaboração da Câmara Municipal de Constância.

 

Formação de curta duração

No ano letivo de 2016/2017 já se realizaram as seguintes ações de formação de curta duração, devidamente aprovadas pelo conselho de diretores da Comissão Pedagógica do Centro de Formação de Escolas A23:

• Promoção da leitura e da literacia digital na Biblioteca Escolar, por Maria Filomena Lopes Rúbio e Ana Paula Faria Ferreira;
• Religião, ciência e cultura, por Doutor João Carlos de Matos Paiva;

 

 

• "Novos cenários de aprendizagem com o Kahoot", por Nelson Carlos Marques Alves Correia;
• Aprender na natureza com dispositivos móveis (smartphones e tablets), por Paulo Alexandre da Silva Mourão;
• Preparar o atleta do futuro, por Luís Filipe Correia Dias;
• Uma avaliação para a aprendizagem, por Margarida Sofia Ferreira de Oliveira;
• Autismo: Teoria. Intervenção. Inclusão, por António Miguel Barbosa Correia;
• Cenários de aprendizagem: a utilização do Letrinhas no 1º ciclo, por Ana Paula Faria Ferreira.

Governo de POrtugal | Ministério da Educação E Ciência                            Programa Operacional Potencial Humano                            Quadro de Referência Estratégico Nacional                            União Europeia | Fundo Social europeu

Quem está em linha

Temos 2 visitantes e 0 membros em linha