Início
quarta, 23 agosto 2017
  • Slide 1

    Trabalhos da ação “Cultura Visual Infantil: a construção da infância e a interpretação das visualidades”, 2010, Abrantes e Torres Novas.

  • Slide 8
    Ação “A improvisação como desenvolvimento da criatividade e introdução à notação musical”, 2009, Escola Artur Gonçalves.
  • Slide 3
    Trabalhos da ação “Cultura Visual Infantil: a construção da infância e a interpretação das visualidades”, 2010, Abrantes e Torres Novas.
  • Slide 4
    Trabalhos da ação “Cultura Visual Infantil: a construção da infância e a interpretação das visualidades”, 2010, Abrantes e Torres Novas.
  • Slide 12
    Ação “Quadros interativos multimédia”, 2011, Sardoal.
  • Slide 6
    Ação “Food 4 Thought: Pratical ideas to spice up your english lessons”, 2010, Escola Maria Lamas.
  • Slide 10
    Ação “A improvisação como desenvolvimento da criatividade e introdução à notação musical”, 2009, Escola Artur Gonçalves.
  • Slide 13
    Ação “Quadros interativos multimédia”, 2011, Sardoal.
  • Slide 7
    Ação “Food 4 Thought: Pratical ideas to spice up your english lessons”, 2010, Escola Maria Lamas.
  • Slide 15
    Ação “Quadros interativos multimédia”, 2011, Sardoal.
  • Slide 14
    Ação “Quadros interativos multimédia”, 2011, Sardoal.
  • Slide 9
    Ação “A improvisação como desenvolvimento da criatividade e introdução à notação musical”, 2009, Escola Artur Gonçalves.
  • Slide 5
    Ação “Food 4 Thought: Pratical ideas to spice up your english lessons”, 2010, Escola Maria Lamas.
  • Slide 2

    Trabalhos da ação “Cultura Visual Infantil: a construção da infância e a interpretação das visualidades”, 2010, Abrantes e Torres Novas.

  • Slide 11
    Ação “Quadros interativos multimédia”, 2011, Sardoal.

Ação de formação com o número de registo do Conselho Científico-Pedagógico da Formação Contínua CCPFC/ACC-92640/17 e uma duração de total de 12 horas, na modalidade de curso de formação.

Esta ação de formação está integrada no Encontro de Professores e Educadores do Concelho de Torres Novas e as 12 horas de formação são distribuídas pelos dias 4 e 7 de setembro.

Dia 4 de setembro de 2017

Formação com o apoio de formadores e técnicos do IAVE - Instituto de Avaliação Educativa – iniciada com uma sessão plenária, seguindo-se diversos workshops/oficinas de trabalho.

9h30. Teatro Virgínia

Sessão plenária para todos os docentes, exceto os educadores de infância, subordinada ao tema:

“Relatórios de Escola (ou Individuais) das Provas Aferidas – REPA ou RIPA”

          • tipo de informação destes relatórios.
          • como se pode ler essa informação e qual a sua importância.
          • como podem as escolas intervir para melhorar.
          • abordagem aos exames nacionais ou provas nacionais - intervenção do IAVE na avaliação externa.
          • avaliação externa das aprendizagens.

14h00. Escola Artur Gonçalves e Escola Maria Lamas
Oficinas de trabalho / workshops organizadas por 9 áreas disciplinares

          • Orientações curriculares para a educação pré-escolar (grupo 100 – manhã e tarde)
          • As aprendizagens e a avaliação no 1º ciclo (grupo 110)
          • As aprendizagens e a avaliação na Língua Portuguesa (grupos 200 e 300)
          • As aprendizagens e a avaliação nas Línguas Estrangeiras (grupos 210, 220, 300, 320, 330 e 350)
          • As aprendizagens e a avaliação nas Expressões Artísticas e Físico-Motoras (grupos 240, 250, 260, 600 e 620)
          • As aprendizagens e a avaliação na Matemática e nas Ciências Experimentais (grupos 230, 500, 510 e 520)
          • As aprendizagens e a avaliação nas Ciências Sociais e Humanas (grupos 400, 410, 420, 430)
          • As aprendizagens e a avaliação nas Disciplinas Tecnológicas (grupos 530, 540, 550)
          • A Educação Especial (grupos 910 e 920).

Notas

A distribuição dos docentes pelos diversos workshops será feita atendendo ao grupo de recrutamento.
O número de turmas depende do número de inscrições.
As oficinas de trabalho serão realizadas nos Agrupamentos Artur Gonçalves e Gil Paes. A distribuição só poderá ser feita depois de conhecidos os números de participantes.
Algumas das oficinas de trabalho terão uma turma direcionada para o ensino básico e outra para o ensino secundário.
Foi requerida ao Conselho Científico-Pedagógico da Formação Contínua a acreditação de 9 diferentes ações, de acordo com os grupos acima referidos, de modo que as ações possam ser consideradas na “dimensão científica e pedagógica”, nos termos do artigo 9º do Decreto-Lei nº 22/2014, de 11 de fevereiro (Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores).

Dia 7 de setembro de 2017

Teatro Virgínia

9h15

Sessão de abertura

10h30

Educar num tempo digital, por Carlos Fiolhais, professor catedrático de Física da Universidade de Coimbra

11h45

Avaliar porquê e para quê?, por Hélder Sousa, presidente do IAVE

12h30

Debate

15h00

Lançamento do ano letivo 2017/2018
Agrupamento de Escolas Gil Paes – Teatro Virgínia
Agrupamento de Escolas Artur Gonçalves – auditório do NERSANT

Nota final

a avaliação dos formandos será feita com base num trabalho de grupo realizado nas oficinas de trabalho de dia 4, completada com um relatório individual com um máximo de uma página A4, entregue duas semanas após a conclusão da formação.

Matemática: aprender para compreender

Ação de curta duração realizada no dia 6 de julho na Escola Dr. Ruy d’Andrade, no Entroncamento, com a participação de 130 professores.

A formação esteve a cargo de uma equipa coordenada pelo Professor João Pedro da Ponte do Instituto de Educação da Universidade de Lisboa.

Diferenciar para quê, porquê e como?

Ação de curta duração realizada no dia 29 de junho de 2017 na Escola Dr. Manuel Fernandes, em Abrantes, com a participação de 160 professores.

A formação esteve a cargo da Doutora Isabel Fialho da Universidade de Évora.

Formação no âmbito do PNPSE – Plano Nacional para a Promoção do Sucesso Escolar

Nos meses de maio e junho de 2016, o Centro de Formação de Escolas A23 realizou duas ações de formação designadas “Planeamento da ação estratégica de promoção da qualidade das aprendizagens”, acreditadas pelo CCPFC com o n.º de registo CCPFC/ACC-86837/16 e concebidas pela Direção Geral da Educação, com a coordenação do Doutor José Verdasca.

Uma dessas ações, a turma A, decorreu em Abrantes e teve como formadora a professora Margarida Oliveira; a turma B realizou-se no Entroncamento, sendo formadora a professora Paula Simões.

Os 11 Agrupamentos de Escolas e a Escola Profissional de Desenvolvimento Rural de Abrantes estiveram presentes nessa formação, tendo participado 3 ou 4 docentes de cada uma das instituições, incluindo os diretores.

O trabalho final de cada Agrupamento/Escola consistiu na elaboração de um plano de ação estratégica com o objetivo de definir algumas medidas para melhorar o sucesso educativo dos seus alunos. Inseridas nestas medidas, estão algumas ações de formação que serão concretizadas noa anos letivos 2016/2017 e 2017/2018. Aguarda-se a publicação do aviso de abertura da candidatura a financiamento, inserido no POCH, pera dar início à formação.

Os dias da escola em Torres Novas
Numa organização conjunta do Centro de Formação de Escolas A23, do Agrupamento de Escolas Artur Gonçalves, do Agrupamento de Escolas Gil Paes e da Câmara Municipal de Torres Novas realizou-se, nos dias 5 e 6 de setembro de 2016, o encontro de professores e educadores do concelho de Torres Novas que incluiu uma ação de formação com a duração de 12 horas, acreditada pelo CCPFC com o número de registo CCPFC/ACC- 87298/16 (0,5 créditos).

Este encontro/formação levou a Torres Novas conceituados especialistas em educação. Estiveram presentes no primeiro dia:

• António Nóvoa, com o tema O espaço público da educação Licínio Lima, com o tema A escola como organização educativa e as especificidades da sua governação;
• Ana Nunes de Almeida, com o tema Infâncias digitais e novos desafios para a escola João Carlos Sousa, com o tema Promoção da literacia digital nas escolas portuguesas: propostas da direção geral da educação;
• Paulo Guinote, com o tema Contra a lógica da educação low cost.

No segundo dia houve visitas aos recursos educativos do concelho de Torres Novas e ainda três oficinas de formação::

• Experiências, investigações e divertimentos com matemática, por José Paulo Viana;
• Transição para a vida pós-escolar: práticas reflexivas e partilhas críticas em educação especial, por Joaquim Coloa;
• Oficina do pensamento − para o desenvolvimento do pensamento crítico, criativo e reflexivo, por Elsa Gonçalves.

Formação iniciada em 2016/2017

Estão a decorrer, ou já foram concluídas, diversas ações de formação no corrente ano letivo:

• Avaliação e intervenção no domínio da linguagem escrita e numeracia, oficina de formação de 25+25 horas, realizada em Constância (transitou do ano anterior);

• Todos temos o mesmo problema: como trabalhar as metas com os nossos alunos?, oficina de formação de 25+25 horas, na Escola Artur Gonçalves (transitou do ano anterior);
• Os dias da Escola, curso de 12 horas em Torres Novas, com a colaboração da Câmara Municipal de Torres Novas;
• O trabalho experimental de laboratório, curso de 31 horas em Tomar, no âmbito de uma colaboração com o Instituto Politécnico de Tomar, destinado a professores dos grupos 510 e 530;
• Aprender com a biblioteca escolar: literacias e novas tecnologias, curso de 25 horas, na Escola Dra. Judite Andrade, no Sardoal;
• Bibliotecas e leitura em ambiente digital, curso de 12 horas, na Biblioteca de Abrantes, com a colaboração da Câmara Municipal de Abrantes;
• Construção de um diagnóstico organizacional: autoavaliação, curso de 35 horas com uma turma no Agrupamento do Sardoal e outra no Agrupamento Nº 1 de Abrantes;
• O desenvolvimento curricular em artes: metodologias e práticas, oficina de formação de 25+25 horas, nas Escola Dr. Manuel Fernandes, em Abrantes, numa colaboração com a DGE;
• A biblioteca e o património cultural imaterial – memória e identidade, curso de 12 horas, na Casa Memória de Camões, em Constância, com a colaboração da Câmara Municipal de Constância.

Formação de curta duração

No ano letivo de 2016/2017 já se realizaram as seguintes ações de formação de curta duração, devidamente aprovadas pelo conselho de diretores da Comissão Pedagógica do Centro de Formação de Escolas A23:

• Promoção da leitura e da literacia digital na Biblioteca Escolar, por Maria Filomena Lopes Rúbio e Ana Paula Faria Ferreira;
• Religião, ciência e cultura, por Doutor João Carlos de Matos Paiva;

• "Novos cenários de aprendizagem com o Kahoot", por Nelson Carlos Marques Alves Correia;
• Aprender na natureza com dispositivos móveis (smartphones e tablets), por Paulo Alexandre da Silva Mourão;
• Preparar o atleta do futuro, por Luís Filipe Correia Dias;
• Uma avaliação para a aprendizagem, por Margarida Sofia Ferreira de Oliveira;
• Autismo: Teoria. Intervenção. Inclusão, por António Miguel Barbosa Correia;
• Cenários de aprendizagem: a utilização do Letrinhas no 1º ciclo, por Ana Paula Faria Ferreira.

Governo de POrtugal | Ministério da Educação E Ciência                         Programa Operacional Potencial Humano                          Quadro de Referência Estratégico Nacional                          União Europeia | Fundo Social europeu

Contactos

Escola Secundária Maria Lamas
Rua 25 de Abril
2350 - 786 Torres Novas
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
249 839 120 | 249 839 128

Quem está em linha

Temos 2 visitantes e 0 membros em linha